26out2017

Apenas seis deputados do Paraná votaram contra Cunha, Dilma e Temer

Dos 30 deputados federais do Paraná, apenas seis resistiram às pressões e votaram contra Dilma, Cunha e Temer na Câmara dos Deputados. A lista é encabeçada pela parlamentar mais votada do estado, Christiane Yared (PR). Com mais de 200 mil votos recebidos na eleição de 2014, Yared manteve a coerência nas votações e garante ter se distanciado das negociações políticas que envolveram os processos.
“Meu mandato corresponde à vontade da população do Paraná, e está acima de ideologias políticas ou de pressões partidárias. Quem ocupa um cargo público e é alvo de denúncia deve ser investigado. Ninguém está acima da lei. Neste momento, é importante mostrar mais transparência e ética na política”, disparou Yared. Levantamentos apontam que apenas na segunda denúncia contra Temer, ocorrida na última quarta-feira (25), o custo das concessões negociadas com parlamentares tenha chegado a R$ 32 bilhões.
Ao todo, foram quatro votações que colocaram os deputados federais em xeque. Dilma Rousseff (impeachment), Eduardo Cunha (cassação do mandato) e Michel Temer (abertura da investigação, duas vezes). De acordo com levantamento feito pelo Instituto Liberal de São Paulo, somente 93 deputados federais (18,1% dos 513 que compõem a Câmara dos Deputados) foram coerentes e votaram contra os indiciados em todas as oportunidades.
Confira a lista de deputados federais do Paraná que votaram contra Dilma, Cunha e Temer
Christiane de Souza Yared (PR-PR)
Diego Garcia (PHS-PR)
Leandre (PV-PR)
Leopoldo Meyer (PSB-PR)
Rubens Bueno (PPS-PR)
Sandro Alex (PSD-PR)